O Poderoso Goji Berry

goji-21Goji Berry, também conhecido como wolfberry, é nativo do sudeste da Europa e da Ásia e é muito conhecido na medicina chinesa, onde é comumente usada como fruta medicinal e funcional. Desde 2800 A.C., o goji aparece na história oriental, através da sua utilização pelo Imperador Shen Nung, um herbalista e pai místico da agricultura.

Nos últimos anos os Goji berries aumentaram rapidamente, principalmente devido ao seu potencial valor nutritivo (68% de carboidrato, 12% proteína, 10% fibra, 10% gorduras e alta proporção de antioxidantes). Outros benefícios na saúde e longevidade têm sido apontados. Essas propriedades fizeram com que o Goji se tornasse o favorito entre os consumidores adeptos da vida saudável, que buscam perda de peso através do seu consumo.

O goji é a forma natural mais rica em antioxidantes carotenoides e zeaxantina (que compõe o pigmento pré-retina) encontrada. Entre seus constituintes químicos, os componentes mais pesquisados são um grupo de glicoconjugados solúveis em água, que correspondem a 5-8% da sua composição na forma desidratada, auxiliando no controle do diabetes.

Estudos propõem que especialmente a zeaxantina pode trazer benefícios para a visão, rins e fígado. Em um estudo com idosos, a suplementação diária com goji berry por 90 dias aumentou os níveis plasmáticos de zeaxantina e os níveis de antioxidantes, bem como os protegeu contra a hipopigmentação dos olhos. Entretanto este benefício só ocorreu com o consumo in natura da fruta, não demonstrando efeito quando consumido na forma de suco. Outro estudo observou que o mesmo mecanismo pode auxiliar diabéticos que sofrem com retinopatia, uma doença que pode causar perda da visão.

Vários estudos com esta fruta indicaram efeitos positivos: na neuroproteção; no bem-estar em geral; na fadiga/duração; no metabolismo/gasto de energia; controle de glicemia em diabéticos; glaucoma; melhora do sono etc. Outros indicaram potencial para retardar o envelhecimento e a atividade tumoral.

Em relação ao seu potencial emagrecedor nada foi provado cientificamente! Com exceção de um estudo americano, realizado pela própria empresa que comercializa o produto (tendencioso!). Nesse estudo metade dos participantes consumiam o goji e o outro não, mas TODOS foram submetidos a uma dieta restritiva e exercícios por 1 mês. No final do estudo os dois grupos demonstraram perda de peso.

O Goji Berry pode ser encontrado fresco, desidratado, na forma de licor e em cápsulas (não se recomenda o consumo na forma de cápsula). Para que consiga alcançar seu efeito medicinal, a quantidade diária recomendada é de 15 a 45 gramas. Por se tratar de uma fruta importada, a versão in natura não é encontrada facilmente. Contudo, é possível achar o goji berry desidratado em lojas e empórios de produtos naturais em pacotes com 150g (valor médio de R$ 40). O goji pode ser adicionado em sua alimentação, junto com iogurtes, vitaminas e em sua forma desidratada.

Apesar de seus inúmeros benefícios, alguns cuidados devem ser tomados. Algumas pessoas demonstraram um processo alérgico grave após o consumo de Goji Berry, com aparecimento de urticária nas mãos e pés, edema nos lábios, dispneia, lesões na pele e rinite aguda. Além disso, indivíduos que fazem uso de Varfarina/Warfarina, anticoagulante usado na prevenção de tromboses, também devem evitar o Goji Berry e seus derivados (chá, bebidas, suco e cápsulas), pois pode causar hemorragias graves.

Na Espanha a fruta foi proibida justamente pelo seu potencial efeito tóxico, principalmente proveniente das elevadas quantidades de pesticidas e metais pesados utilizados no cultivo alimento.

De forma geral o Goji apresentou diversos benefícios, entretanto, seu consumo deve ser feito com consciência e orientação de um profissional devidamente qualificado: O NUTRICIONISTA!

Referências de suporte:
S Monzón Ballarín, MA López-Matas, D Sáenz Abad, N Pérez-Cinto, J Carnés. Anaphylaxis Associated With the Ingestion of Goji Berries (Lycium barbarum). Journal of Investigational Allergology and Clinical Immunology. 2011. Link: http://www.jiaci.org/issues/vol21issue7/vol21issue07-12.htm

Bucheli P, Vidal K, Shen L, Gu Z, Zhang C, Miller LE, Wang J. Goji berry effects on macular characteristics and plasma antioxidant levels. Optom Vis Sci. 2011. Link: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21169874

Song MK, Roufogalis BD, Huang TH. Reversal of the Caspase-Dependent Apoptotic Cytotoxicity Pathway by Taurine from Lycium barbarum (Goji Berry) in Human Retinal Pigment Epithelial Cells: Potential Benefit in Diabetic Retinopathy. Evid Based Complement Alternat Med. 2012. Link: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22567031

Rivera CA, Ferro CL, Bursua AJ, Gerber BS. Probable Interaction Between Lycium barbarum (Goji) and Warfarin. Pharmacotherapy. 2012. Link: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22392549

L Peterlini. Entenda por que o goji berry é o novo superalimento da moda. 2014. Link: http://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2013/03/12/novidade-no-brasil-goji-berry-e-uma-fruta-poderosa-na-prevencao-de-doencas.htm

M.A. Lopez-Matas, J. Carnes, C.H. de Larramendi, A. Ferrer, A.J. Huertas, J.A. Pagan, L.A. Navarro, J.L. Garcia-Abujeta, M. Pena, S. Vicario. Goji Berries, a Novel Potent Allergenic Source with High Cross-Reactivity with Other Fruits. Journal of Allergy and Clinical Immunology. Link: http://dx.doi.org.ez76.periodicos.capes.gov.br/10.1016/j.jaci.2011.12.151

Nutrirse. Goji Berry: quem conta um conto aumenta um ponto. Link: http://www.portalnutrirse.com/goji-berry/

La Organización de Consumidores y Usuarios (OCU) exigió ayer a la Agencia Española de Seguridad Alimentaria y Nutrición (AESAN) que retire del mercado 10 marcas de bayas de Goji. Link: http://comidaecologica.com.br/bemvindo/anvisa-da-espanha-manda-tirar-todas-as-gojiberries-do-mercado-devido-a-alto-grau-de-toxidade/

Harunobu Amagasea, Norman R. Farnsworth. A review of botanical characteristics, phytochemistry, clinical relevance in efficacy and safety of Lycium barbarum fruit (Goji). 2011. Link: http://dx.doi.org/10.1016/j.foodres.2011.03.027

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *